Escola Paulista de Medicina
Programa de Posgraduación en Farmacología

Catálogo de Disciplinas

MOLECULAR AND CELLULAR BASIS OF CELL DEATH

MOLECULAR AND CELLULAR BASIS OF CELL DEATH
Responsável(eis): Prof. Soraya Smaili e Prof. Mauro Piacentini (Università degli Studi di Roma "Tor Vergata")
Carga Horária/Créditos:45h/3 créditos
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar
Ementa/tópicos abordados:
  1. History of the Cell Death field
  2. Cell deaths: morphological features and experimental models
  3. Mechanisms of cell death by apoptosis
  4. Molecular mechanisms of Autophagy
  5. Practical approaches to the study of cell death: Models and Techniques in apoptosis and autophagy
  6. Cell Death and Autophagy in Pathology
  7. Neurodegenerative Disease
  8. Cancer
  9. Infectious Diseases
  10. Biotechnological applications of Cell Death: ER stress: new approaches to cancer therapy
  11. Modulation of cell fate
  12. Modulators of Autophag yin human pathologies
  13. Transglutaminase2 in neurodegenerative diseases
  14. Autophagy and Xenocannibalism
  15. Regulation of autophagy by Ambra1
Obs.: A partir de 2008

STICKING TO ACIDIC Ca2+ STORES AND CALCIUM MOBILIZING MESSENGERS

STICKING TO ACIDIC Ca2+ STORES AND CALCIUM MOBILIZING MESSENGERS
Responsável(eis): Prof. Gustavo José da Silva Pereira e Prof. Sandip Patel (University College of London - UCL)
Carga Horária/Créditos:15h/1 crédito
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Ementa/tópicos abordados:

We are i) defining the Ca2+ signalling “toolkit” (channels, transporters) of acidic Ca2+ stores at the molecular level and their evolutionary origins (form), ii) probing their physiological roles in processes such as membrane trafficking and cell migration (function) and iii) investigating how deviant signalling through these organelles can precipitate disorders such as Parkinson disease (failure).

Approach: Our course is interdisciplinary, encompassing both “wet” (molecular, cell and structural biology) and “dry” (bioinformatics, phylogenetics and computational modelling) approaches in a highly collaborative and international context.

Obs.: A partir de 2018

NON-CODING RNAS: THEIR ROLE IN CANCER

NON-CODING RNAS: THEIR ROLE IN CANCER
Responsável(eis): Prof. Miriam Galvonas Jasiulionis, Prof. Gianna Carvalheira e Prof. Frank Slack (Harvard Medical School)
Carga Horária/Créditos: 75h/5 créditos
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Ementa:

Proposal: In this course, key papers published by Dr. Slack will be discussed. Dr. Slack works as a researcher at Harvard Medical School and his main research interest has been the roles of microRNAs and their targets in development, aging and cancer for novel medical applications. He is an expert in the biology of non-coding RNAs. Therefore, those who wish to deepen their knowledge in the world of RNA, especially in the tumorigenic process, will have the opportunity to exchange ideas and to learn with the work of this remarkable researcher, over two days in August 2019. Goal: To increase the knowledge related to the RNA world, as well as to discuss advances and challenges regarding the use of molecular mechanisms modulating RNAs in clinical practice, especially for oncology.

Obs.: A partir de 2019

THE BIOLOGY OF CANCER EXOSOMES

THE BIOLOGY OF CANCER EXOSOMES
Responsável(eis): Prof. Catarina Porto, Prof. Maria Aparecida Juliano e Dr. Ana Rita da Costa Pinto (The Institute of Molecular Pathology and Immunology of the University of Porto (IPATIMUP)
Carga Horária/Créditos: 90h/6 créditos
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Ementa/tópicos abordados:

Proposal:  Increasing evidence indicates that extracellular vesicles (EVs) secreted from tumor cells play a key role in the overall progression of the disease state. EVs such as exosomes are secreted by a wide variety of cells and transport a varied population of proteins, lipids, DNA, and RNA species within the body. Cancer exosomes have emerged as biological mediators in cancer contributing to major steps of disease progression: modulation of immune response, tumor microenvironment reprogramming and metastasis. Dr. Ana Rita da Costa Pinto is Junior Researcher at Genetic Dynamics of Cancer Cells Group at The Institute of Molecular Pathology and Immunology of the University of Porto (IPATIMUP). She is an expert in the biology of cancer exosomes and stem cells. In this course, we will have the opportunity to learn both the theoretical and practical aspects of the biology of the exosomes with this remarkable researcher.

Obs.: A partir de 2019

INTEGRATIVE ACTIONS OF ALDOSTERONE WITHIN CENTRAL NERVOUS SYSTEM

INTEGRATIVE ACTIONS OF ALDOSTERONE WITHIN CENTRAL NERVOUS SYSTEM
Responsável(eis): Prof. Eduardo Colombari e Prof. Joel C. Geerling (University of Iowa Hospital & Clinics)
Carga Horária/Créditos: 15h/1 crédito
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Ementa/tópicos abordados:

Palestra 1: Aldosterone-sensitive neurons in the nucleus of the solitary tract: bidirectional connections with the central nucleus of the amygdala. Palestra 2: Aldosterone-Sensing Neurons in the NTS Exhibit State-Dependent Pacemaker Activity and Drive Sodium Appetite via Synergy with Angiotensin II Signaling - Part I. Palestra 3: Título: Aldosterone-Sensing Neurons in the NTS Exhibit State-Dependent Pacemaker Activity and Drive Sodium Appetite via Synergy with Angiotensin II Signaling - Part II

Obs.: A partir de 2019

THE CONTRIBUTION OF RENAL SENSORY NERVES TO CARDIOVASCULAR AND RENAL FUNCTION CONTROL

THE CONTRIBUTION OF RENAL SENSORY NERVES TO CARDIOVASCULAR AND RENAL FUNCTION CONTROL
Responsável(eis): Prof. Erika Nishi, Prof. Cassia Bergamaschi, Prof. Eduardo Colombari, Prof. Ruy Campos, Prof. Dr. Mark M. Knuepfer (University of Saint Louis University)
 
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Ementa/tópicos abordados:

The course will be offered in English and the main objective is to discuss the importance of renal afferent mechanisms regarding the control of the cardiovascular and renal systems under normal and pathophysiological conditions, with emphasis on arterial hypertension. Prof. Mark Knuepfer, Professor of Pharmacology and Physiolgy - St. Louis University - USA- has extensive experience in the field and during the course he will discuss and present techniques related to the theme in collaboration with other Professors of the Postgraduate Program in Pharmacology. The role of specific receptors located in the renal pelvis will be the main focus of the course.

Obs.: A partir de 2019

CELL DEATH AND THE IMMUNE SYSTEM

CELL DEATH AND THE IMMUNE SYSTEM

Responsável: Prof. Karina Ramalho Bortoluci
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos/ano
Período: A confirmar

Ementa/tópicos abordados:

The goal of this course is to transmit to the students the basic concepts about the molecular control of apoptosis, necroptosis and pyroptosis and their impact on the immune system. We will discuss the role of the different forms of cell death during the ontogeny of the immune system, the regulation of the immune response and the implication to inflammatory responses, particularly the importance of cell death to the control of infectious diseases.

For many years, the phenomenon of cell death was neglected by the scientific community in favor of other biological processes such as activation, proliferation and differentiation. However, the area of cell death biology was massively developed in the last couple of decades and is responsible for the characterization of novel molecules and transduction pathways, contributing to the understanding of fundamental concepts about immune privilege, tolerance and autoimmunity, regulation of inflammatory processes, cytotoxicity, graft rejection and immune response to infections and tumors. In recent years, many advances to the knowledge of cell death processes were achieved. Today, we know that, in addition to the programmed cell death called apoptosis, other processes also regulated molecularly, have been described. However, unlike apoptosis, which essentially is a non-inflammatory form of cell death, necroptosis and pyroptosis are pro-inflammatory forms of cell death that participate actively to the control of infections and tumors. In this course, we intend to discuss the molecular mechanisms involved in the regulation of different cell death processes, their consequences for the immune response and potential therapeutic applications.                                                                                                                                                     

Lecture #1 – Historical view and basic concepts on programmed cell death

Date: 01/03/2021, Monday das 8:00-9:50 

Speaker: Seamus Martin

Lecture #2 – Apoptosis and tumor biology

Date: 01/03/2021, Monday das 10:10-12:00

Speaker: Cristina Muñoz-Pinedo

Lecture #3 – Inflammasomes and molecular regulation of pyroptosis

Date: 02/03/2021, Tuesday das 8:00-9:50 

Speaker: Petr Broz

Lecture #4 – Necroptosis and other alternative forms of regulated cell death

Date: 02/03/2021, Tuesday das 10:10-12:00

Speaker: Peter Vandenabeele

Lecture #5 – Cell death regulation of Central & Peripheral Tolerance 

Date: 03/03/2021, Wednesday das 8:00-9:50 

Speaker: Verena Labi

Lecture #6 – Recognition of dying cells and consequence for inflammation

Date: 03/03/2021, Wednesday das 10:10-12:00

Speaker: Jennifer Martinez

Lecture #7 – Immunogenic x non-immunogenic cell death

Date: 04/03/2021, Thursday das 8:00-9:50 

Speaker: 

Lecture #8 – Control of infections by cell death processes

Date: 04/03/2021, Wednesday das 10:10-12:00

Speaker: Thirumala Kanneganti

Lecture #9 – Guidelines for cell death analysis and quantification

Date: 05/03/2021, Friday das 8:00-9:50 

Speaker: 

Lecture #10 – Therapeutic strategies targeting cell death pathways 

Date: 05/03/2021, Friday das 10:10-12:00

Speaker: Domagoj Vucic

V – TEACHING STRATEGIES

• Online lectures with specialist in the field;

• Journal Clubs presented by students;

• Group discussion about concepts, experimental strategies and scientific open questions

           

• Journal Club presentation 40% da nota

• Final Report 40% da nota

• Participation on online discussion 20% da nota

We will accept a maximum number of 15 students, who should be interviewed or submit CV for assessment, as part of the selection process. This course may benefit from the participation of a foreign professor and will be given in English. Therefore, proficiency in English must be provided at the time of registration and/or during interview.  

Obs.: A partir de 2021

NEW TECHNOLOGIES AND TECHNIQUES EMPLOYED FOR STUDYING CENTRAL NERVOUS SYSTEM DISEASES/DISORDERS

NEW TECHNOLOGIES AND TECHNIQUES EMPLOYED FOR STUDYING CENTRAL NERVOUS SYSTEM DISEASES/DISORDERS

Responsável: Prof. Prof. Dra. Mirian Hayashi
Carga Horária/Créditos: 30 horas, sendo 10 horas de aulas expositivas e 20 horas de estudos/ 2 créditos
Período: semanal

Objetivos: O curso pretende apresentar metodologias avançadas empregadas nos estudos de diversas doenças e transtornos do sistema nervoso central (incluindo esquizofrenia, depressão, ansiedade, transtorno bipolar, autismo, esclerose lateral amiotrófica, brain, cancer, dentre outras), englobando diversos aspectos, como tecnologias e estratégias inovadoras utilizadas para avaliar as alterações no SNC e para a geração das teorias mais atualizadas sobre a etiologia das doenças que afetam o cérebro. O curso será ministrado totalmente em inglês por diversos professores de diferentes universidades
internacionais renomadas, e espera-se que os alunos tenham contato com as
pesquisas realizadas em outros países, proporcionando uma visão ampla de como os
estudos com SNC estão sendo conduzidos em diversos laboratórios fora do Brasil.

Ementa:
● 28/09 (2 PM) - Rodrigo Mansur (University of Toronto, Toronto, Canada) - Contemporary
challenges in mental disorders: definitions and classifications;
● 01/10 (9 AM) - Vincent Vialou (University of Sorbonne in Paris, France) - Hevin in mooddisorders (DREADDs, in vivo fiber photometry of genetically encoded calcium indicators, AAV-mediated RNA interference using designed microRNA);
● 06/10 (2 PM) - Steven Boeynaems (Stanford University, CA, USA) - New insights into the molecular mechanisms underlying ALS (Amyotrophic Lateral Sclerosis) [employs CRISPRCas9 and other molecular biology techniques];
● 08/10 (9 AM) - Nick Bradshaw (University of Rijeka, Croatia) - Proteinopaties in mental disorders (aggregopathies) [mainly based on protein chemistry and biochemistry];
● 13/10 (2 PM) - Richard Lee (Johns Hopkins University, MA, USA) - Role of the HPA axis and the neuroendocrine system in psychiatric disorders, including molecular substrates of addiction to drugs and alcohol (employ both candidate and genome-wide approaches to identify and characterize gene targets and pathways in both rodents and humans using tools and techniques of epigenetics);

● 15/10 (9 AM) - Matheus Fonseca (Brazilian Biosciences National Laboratory (LNBio), Brazilian Center for Research in Energy and Materials(CNPEM)) - Molecular Neurobiology of Intellectual Disability and Idiopathic Parkinson’s Disease [employs synchrotron-based Xray microtomography for neural tissues];
● 20/10 (2 PM) - Alysson Muotri (Director of the Stem Cell Program, Institute for Genomic Medicine, UCSD School of Medicine, La Jolla, CA, USA) - iPSC and organoids for studies in autism;
● 22/10 (9 AM) - Jocelien Olivier (Associate Professor in Neurobiology, GELIFES, University of Groningen) - Antidepressant use during pregnancy: (neuro)biological effects in rat mother and offspring (serotonin transport knockout rat as an advanced animal model for depression);
● 27/10 (2 PM) - Elisa Brietzke (Queen's University School of Medicine, Kingston, ON, Canada) - Inflammatory biomarkers in mental disorders;
● 29/10 (9 AM) - Lucie Sancey (Institut Albert Bonniot, RENOVATE Consortium, Grenoble, Rhône-Alpes, France) - Optical imaging techniques in preclinical studies (in vivo imaging, thérapie ciblée, diagnostic précoce et imagerie du cancer);

O curso inclui aulas teóricas e a participação dos alunos, por meio de discussão dos temas de cada aula, leitura e análise crítica do material complementar e apresentação de questões para os palestrantes após cada aula teórica. As aulas serão exclusivamente ministradas na língua inglesa.

Avaliação: A avaliação dos alunos será baseada na frequência e participação nas discussões.
Será solicitado para cada aluno que prepare pelo menos uma pergunta para os palestrantes. A avaliação será baseada na formulação da pergunta, levando em consideração a adequação ao tema da aula.

Obs.: A partir de 2021

PHARMACOLOGICAL APPROACHES IN NEUROSCIENCE

PHARMACOLOGICAL APPROACHES IN NEUROSCIENCE

Responsável: Prof. Dr. Vincent Vialou
Carga Horária/Créditos: 30 horas, sendo 10 horas de aulas expositivas e 20 horas de estudos/ 2 créditos
Período: semanal

This course will link neuroscience to the pharmacological treatment of psychiatric and neurological disorders. The aim of the course is to provide advanced knowledge in advanced and modern methods in the fields and provides a neurobiological framework for understanding human behavior and the molecular mechanism underlying some psychiatric and neurological disorders. Special emphasis will be given to schizophrenia, drug abuse and depression

COURSE TOPICS:

  • Molecular pharmacology
  • Neural circuitry
  • Pre-clinical models

CLASSES AND ACTIVIES

Topic/Activity Duration Professor
Introduction to the course 1h Vincent Vialou
Action mechanisms of antipsychotics 3 h Vincent Vialou
Cocaine, amphetamines and other psychostimulants 3 h Vincent Vialou
Neurobiology of major depressive disorder  6 h Vincent Vialou
Anxiolytics 2 h Vincent Vialou
Students presentation 15 h Students

TEACHING APPROACHES AND METHODOLOGY:

  • The lecture classes will be developed according to the following strategies: expository lessons, seminars, scheduled readings (directed study) and discussion in the classroom. 
  • Student seminar

STUDENT EVALUATION METHODS:

  • Seminar presentation
  • Attendance to the lectures and active participation.

 REFERENCES:

  • Psychopharmacology, Meyer & Quenzer, Editora Sinauer, 2ª edição
  • NESTLER, E. J. Molecular neuropharmacology: a foundation for clinical neuroscience. 2ª ed. 2009 
  • KANDEL, E. R. Principles of Neural Science, Fifth Edition
  • Scientific Articles 
Obs.: A partir de 2021

ATIVIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA

ATIVIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA

Responsável(eis): Prof. Fábio Cruz e Profa. Regina Silva
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: anual
Período: Março/abril

Justificativa do tema: Fornecer ao pós-graduando elementos básicos para o exercício do ensino em Fisiologia e Farmacologia.

Ementa/tópicos abordados: Plano de ensino. Preparação de aulas. Recursos didáticos. Preparação de avaliações. Prática de ensino.

Obs.: Início em 2020

ATUALIZAÇÃO DE TÓPICOS EM FARMACOLOGIA ENDÓCRINA E REPRODUTIVA

ATUALIZAÇÃO DE TÓPICOS EM FARMACOLOGIA ENDÓCRINA E REPRODUTIVA
Responsável(eis): Profa. Maria Christina W. Avellar
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: Anual
Período: Fevereiro a Novembro

Ementa/tópicos abordados:

Encontros semanais, com apresentação de trabalhos de revisão da literatura focando em tópicos atualizados de farmacologia endócrina e reprodutiva, incluindo apresentação de seminários e apresentação de projetos de pesquisa. Língua: português e inglês.

Obs.:

ATUALIZAÇÃO DE TÓPICOS ESSENCIAIS EM FARMACOLOGIA E EM FISIOLOGIA

ATUALIZAÇÃO DE TÓPICOS ESSENCIAIS EM FARMACOLOGIA E EM FISIOLOGIA

Responsável(eis): Profa. Vanessa Abílio e Profa. Erika Nishi
Carga Horária/Créditos: 120h/8 créditos
Frequência: Anual
Período: Março a Julho

Ementa/tópicos abordados:

O curso tem como objetivo fornecer a nossos alunos um conhecimento básico sobre Fisiologia e Farmacologia, além de dar também a oportunidade de exercitar a parte de ensino, uma vez que é exigido dele durante o curso, a preparação e apresentação de uma aula de graduação sobre o tópico estudado. Achamos que tanto o conhecimento básico sobre Fisio-Farmacologia como a capacidade de preparar uma aula de graduação, são pré-requisitos bastante importantes para os alunos de pós-graduação que estamos formando.

Obs.:

ATUALIZAÇÃO EM NEUROCIÊNCIA COMPORTAMENTAL

ATUALIZAÇÃO EM NEUROCIÊNCIA COMPORTAMENTAL
Responsável(eis): Profa. Regina Silva
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: Anual
Período: Fevereiro a Novembro

Ementa/tópicos abordados:

Estudo da aplicação da neurociência comportamental como ferramenta para modelar psicopatologias e entendimento da neurobiologia do comportamento. Aplicação da neuropsicofarmacologia como ferramenta de pesquisa.

Obs.:

BASES CELULARES E MOLECULARES DO CÂNCER

BASES CELULARES E MOLECULARES DO CÂNCER
Responsável(eis): Profa. Catarina Porto e Profa. Miriam Galvonas
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos
Frequência: bienal/ímpar
Período: 1° semestre

Justificativa do tema: O câncer é responsável por 1/3 das mortes decorrentes de doenças não transmissíveis e, apesar dos avanços em métodos de detecção e formas de tratamento, apresenta aumento em sua incidência. A compreensão dos mecanismos envolvidos na transformação maligna e na progressão tumoral é fundamental para a identificação de marcadores de diagnóstico, prognóstico e resposta a terapias, além do desenvolvimento de formas mais eficazes de tratamento.

Ementa/tópicos abordados:

- Conceitos básicos em oncologia

- Replicação do DNA e controle de expressão gênica

- Divisão celular e controle de ciclo celular

- Fatores de crescimento e receptores de membrana

- Interações célula-célula e célula-matriz extracelular

- Mecanismos de morte celular

- Angiogênese, invasão e metástase

- Metabolismo celular

- Inflamação, imunidade e microambiente tumoral

- Farmacogenômica e medicina de precisão

Obs.: Início em 2020

BASES FISIOPATOLÓGICAS DO DIABETES MELLITUS E SUAS ABORDAGENS TERAPÊUTICAS

BASES FISIOPATOLÓGICAS DO DIABETES MELLITUS E SUAS ABORDAGENS TERAPÊUTICAS
Responsável(eis): Profa. Aparecida Emiko
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: bienal, ano par
Período: 1° semestre

Ementa/tópicos abordados:

O curso visa abordar mecanismos moleculares que envolve os mecanismos de secreção e ação da insulina, resistência a ação do hormônio, a fisiopatologia do diabetes e suas co-morbidades. Além disso abordará as atualidades em estratégias terapêuticas bem como novas tecnologias para o tratamento do diabetes. As aulas teóricas serão ministradas tanto pelos responsáveis como por pesquisadores convidados. Será esperado que os alunos, ao final do curso, sejam capazes de discutir sobre os conceitos básicos e atualidades sobre o diabetes. A avaliação será feita através das discussões em sala de aula e uma resenha sobre os tópicos abordados.

Obs.: Início 2020

CONCEITOS AVANÇADOS EM FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR

CONCEITOS AVANÇADOS EM FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR
Responsável(eis): Profa. Cássia Bergamaschi, Profa. Érika Nishi e Prof. Ruy Campos
Carga Horária/Créditos: 90h/6 créditos
Frequência (anual/bienal. Se bienal, ano par ou ímpar): Bienal/ímpar
Período: 2° semestre

Justificativa do tema: Apresentar de forma integrativa e aprofundada temas básicos e avançados de fisiologia cardiovascular.

Ementa/tópicos abordados:

Coração: propriedades fundamentais da fibra cardíaca, mecânica cardíaca e insuficiência cardíaca.

Hemodinâmica, trocas capilares e mecanismos de edema

Controle cardiovascular: débito cardíaco, pressão arterial, hipertensão arterial.

Obs.:

CONDUTAS ÉTICAS E CIENTÍFICAS COM ANIMAIS DE LABORATÓRIO

CONDUTAS ÉTICAS E CIENTÍFICAS COM ANIMAIS DE LABORATÓRIO

Responsável(eis): Prof. Fábio Cardoso Cruz, Profa. Catarina Segreti Porto e Profa. Marimélia Porcionatto

Colaboradores: Gui Mi Ko e Paulo Varoni Cavalcanti
Carga Horária/Créditos: 45h/3 créditos
Frequência: Anual
Período: 2° Semestre

Justificativa do tema: O estudo do comportamento e bem-estar animal tem gerado regulamentações e guias internacionais de conduta no uso e cuidado dos animais de laboratório. Os conhecimentos dos princípios normativos internacionais, das principais guias de orientação para publicação de trabalhos científicos, destacando guía ARRIVE (Animal Research: Reporting of In Vivo Experiments) adotado e exigido por muitas revistas importantes para publicação, bem como associações internacionais e nacionais (como FESBE e SBCAL), e da Lei Arouca (11.794 de 8 de outubro de 2008), do Uso de Animais de Laboratório no Brasil, asseguram o desenvolvendo da consciência de responsabilidade no uso de animais de experimentação.

Ementa/tópicos abordados:

Capacitar os discentes no uso de animais de laboratório seguindo normas internacionais e nacionais; conhecer os aspectos básicos da genética e qualidade sanitária dos animais de laboratório; treinamento na realização de procedimentos experimentais não invasivas e técnicas cirúrgicas nos animais de laboratório; reconhecer a importância do bem estar animal e sua aplicação no manejo e uso de animais de laboratório.

Obs.: Início 2019

ENDOCRINOLOGIA BÁSICA II: RECEPTORES ESTROGÊNICOS

ENDOCRINOLOGIA BÁSICA II: RECEPTORES ESTROGÊNICOS
Responsável(eis): Profa. Catarina Porto
Carga Horária/Créditos: 90h/6 créditos
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Ementa/tópicos abordados:

Os estrógenos são hormônios esteróides que regulam proliferação, diferenciação e função de uma variedade de sistemas, como reprodutor, urinário, cardiovascular, nervoso central e esquelético. Os estrógenos também estão envolvidos em processos patológicos, como por exemplo, câncer de mama, endometrial e ovariano, bem como na osteoporose. Os efeitos biológicos do estrógeno são mediados pelos receptores ERalfa e Ebeta, atualmente designados ESR1 e ERS2, respectivamente, os quais pertencem a superfamília dos receptores nucleares, mais especificamente à família dos receptores de esteróides, que agem como fatores de transcrição ativados por ligantes. Mais recentemente um outro receptor de estrógeno foi identificado, o GPER (G-protein-coupled estrogen receptor).

Obs.:

ESTATÍSTICA E CIÊNCIAS DE DADOS EM PESQUISA QUANTITATIVA

ESTATÍSTICA E CIÊNCIAS DE DADOS EM PESQUISA QUANTITATIVA
Responsável(eis): Profa. Regina Silva
Colaborador: Anderson Henrique F.F. Leão
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos
Frequência: a confirmar
Período: 2° semestre

Ementa/tópicos abordados: O objetivo deste curso será fornecer as bases em conceitos de probabilidade e estatística aplicados a pesquisas quantitativas na área de saúde. Os tópicos específicos incluem:

1. Delineamento experimental e estatístico, elaboração de planilhas e organização sistemática de dados.

2. Descrição de dados (tipos de dados, visualização gráfica, estatística descritiva).

3. Teste de inferência estatística (teorias de amostragem, teste de hipótese, distribuições de probabilidade, intervalos de confiança, pressupostos e armadilhas relacionadas ao p-valor).

4. Interpretação dos relatórios estatísticos fornecidos por pacotes estatísticos com interface gráfica (IBM SPSS).

5. Elaboração de metodologias e relatórios estatísticos para manuscritos e publicações.

Obs.:

MARCAS EPIGENÉTICAS: MANUTENÇÃO DA ESTABILIDADE DO GENOMA E REGULAÇÃO DA ATIVIDADE GÊNICA

MARCAS EPIGENÉTICAS: MANUTENÇÃO DA ESTABILIDADE DO GENOMA E REGULAÇÃO DA ATIVIDADE GÊNICA
Responsável(eis): Prof. Miriam Galvonas
Carga Horária/Créditos: 120h/8 créditos
Frequência: bienal, ano par
Período: 1° semestre

Ementa: Espera-se que o aluno tenha acesso às informações mais recentes sobre o papel de eventos epigenéticos em diferentes processos fisiológicos (desenvolvimento embrionário, imprinting genômico, inativação do cromossomo X, envelhecimento) e patológicos (câncer, desordens psiquiátricas, malformações congênitas) e a influência do ambiente sobre estes mecanismos.

Tópicos abordados: Epigenética – aspectos gerais; Mecanismos epigenéticos – Metilação e DNA, Modificações em histonas e Remodelamento de cromatina; MicroRNAs; Técnicas empregadas no estudo de padrões epigenéticos; Epigenética em eventos fisiológicos – Embriogênese, Diferenciação, Imprinting, Inativação do cromossomo X; Epigenética em eventos patológicos – Câncer, Doenças autoimunes, Doenças Neurocomportamentais; Epigenética versus Ambiente; Terapia Epigenética.

Obs.:

TÓPICOS EM FARMACOGENÔMICA E GENÉTICA MOLECULAR

TÓPICOS EM FARMACOGENÔMICA E GENÉTICA MOLECULAR
Responsável(eis): Prof. Paulo Caleb
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Justificativa do tema: Alguns testes farmacogenéticos já se encontram disponíveis aos pacientes e aos profissionais de saúde, e cada vez mais, as agências regulamentadoras observam os avanços tecnológicos e o entendimento da relação fármaco-genômica. Assim, desenhos de estudos farmacogenômicos ideais sugerindo viabilidades podem acarretar melhora ao paciente e ao serviço de saúde.

Ementa/tópicos abordados:

1- Conceitos sobre farmacogenômica. 2- Bancos de dados disponíveis sobre farmacogenômica. 3- Características dos fármacos mais utilizados na farmacogenômica visando à medicina personalizada. 4- Viabilidade do marcador farmacogenômico e custos envolvidos. 5- Técnicas moleculares disponíveis. 6- Algoritmos estimadores de dose, sua validação e estudos prospectivos. 7- Tipos de desenhos de estudos farmacogenômicos. 8- Identificação de marcadores por estudos de genoma amplo. 9- Perspectivas futuras.

Obs.:

FARMACOLOGIA DA INFLAMAÇÃO

FARMACOLOGIA DA INFLAMAÇÃO 
Responsável(eis): Profa. Vanessa Moreira
Carga Horária/Créditos: 45h/3 créditos
Frequência: Bienal
Período: A confirmar

Ementa: Abordagem dos aspectos farmacológicos dos mediadores químicos envolvidos na regulação da resposta inflamatória e no processo de reparo tecidual. Relação entre os mecanismos de inflamação e possíveis moléculas e alvos para tratar doenças inflamatórias. Conhecimento sobre modelos experimentais e métodos analíticos utilizados para caracterização qualitativa e quantitativa dos mediadores pró- e anti-inflamatórios.

Processo inflamatório agudo/ Modelos experimentais;
Células do sistema imune inato/ Métodos analíticos para caracterização de leucócitos;
Processo inflamatório crônico e reparo tecidual/ Modelos experimentais;
Citocinas/Métodos analíticos para caracterização e quantificação;
Fosfolipases A2 inflamatórias/ Eicosanoides/ Modelos experimentais e métodos analíticos para caracterização e quantificação;
Bradicinina/ Modelos experimentais e métodos analíticos para caracterização e quantificação;
Glicocorticoides/Anexina I/ Modelos experimentais e métodos analíticos para caracterização e quantificação;
Mediadores inflamatórios e Dor/ Modelos experimentais e métodos analíticos.

Obs.:

NEUROPSICOFARMACOLOGIA

NEUROPSICOFARMACOLOGIA
Responsável(eis): Prof. Fábio Cruz, Profa. Regina Silva e Profa. Vanessa Abílio
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos
Frequência: Bienal/ímpar
Período: setembro/outubro

Justificativa do tema:   propiciar aos alunos da linha de pesquisa conhecimento abrangente de conceitos, métodos, e atualização de literatura em Neuropsicofarmacologia.

Ementa/tópicos abordados: Conceitos básicos em neuropsicofarmacologia. Classes de fármacos usados em neuropsicofarmacologia. Neurobiologia das patologias relacionadas ao sistema nervoso central. Modelos animais em neuropsicofarmacologia.

Obs.:

NOVAS TECNOLOGIAS, INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO EM FARMACOLOGIA

NOVAS TECNOLOGIAS, INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO EM FARMACOLOGIA
Responsável(eis): Prof. Paulo Caleb
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: A confirmar
Período: julho

Justificativa do tema: As novas tecnologias fazem com que sejamos competitivos e capazes de fazer ciência de boa qualidade e na fronteira entre o conhecimento e a aplicação. Já, estarmos alinhados com os conceitos de inovação e empreendedorismo permite-nos ampliar as possibilidades de atuação dos egressos do PPG em Farmacologia.

Ementa/tópicos abordados:

1- Novas tecnologias – parte A.

2- Novas tecnologias – parte B.

3- Inovação, P&D em fármacos e iniciativas brasileiras – parte A.

4- Inovação, P&D em fármacos e iniciativas brasileiras – parte B.

5- Startups e empresas consolidadas (ex-startups).

6- Incubadoras, aceleradoras e fomentadores.

7- PIPE.

8- Seminários.

Obs.:

RECEPTORES ACOPLADOS À PROTEÍNA G: MECANISMOS MOLECULARES DE SINALIZAÇÃO

RECEPTORES ACOPLADOS À PROTEÍNA G: MECANISMOS MOLECULARES DE SINALIZAÇÃO
Responsável(eis): Profa. Rosely Godinho
Carga Horária/Créditos: 45h/3 créditos
Frequência: bienal/par
Período: (1° semestre)

Justificativa do tema: Os receptores acoplados à proteína G constituem a maior família de receptores de membrana com mais de 1000 tipos/subtipos identificados. A importância desses receptores pode ser facilmente comprovada considerando que são alvos de cerca de mais de 30% dos medicamentos utilizados na clínica.

Ementa/tópicos abordados:

Durante o Curso serão abordados os temas listados abaixo em aulas ministradas por pós-graduandos divididos em 6 grupos

Temas

1.         Introdução ao Curso

2.         Princípio da Interação Fármaco-Receptor (2 aulas)

3.         GPCR: Mecanismos de Ativação, Dessensibilização e Down-regulation

4.         AMP cíclico, Adenilil Ciclases e Fosfodiesterases

5.         Fosfolipases

6.         Quinases ativadas por GPCR

7.         Sistema Cálcio/Calmodulina

Obs.:

RECEPTORES NUCLEARES: DO MOLECULAR AO FUNCIONAL

RECEPTORES NUCLEARES: DO MOLECULAR AO FUNCIONAL
Responsável(eis): Profa. Maria Christina Avellar
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos
Frequência: bienal/par
Período: 2° semestre

Justificativa do tema: Os receptores nucleares (NR) e co-moduladores responsivos a hormônios esteroidais possuem papel em várias doenças, tais como inflamação, desordens endócrinas e reprodutivas e câncer. Nosso objetivo é, revendo a história das descobertas dos hormônios esteroidais e seus receptores, permitir ao participante atualizar os conceitos da farmacologia desses receptores com ênfase em geração de hipóteses, validação de dados experimentais e descoberta de relações entre vias de sinalização de NR, genes e tecidos que permitam o melhor entendimento de processos fisiológicos e patológicos relevantes para a clínica médica. Serão discutidas as principais abordagens (moleculares, celulares e funcionais, dados de ômicas) usando experimentação animal, avaliação clinica e métodos alternativos (incluindo de análise computacional de dados) que permitam ao participante ter conhecimento básico na área que permita a compreensão crítica da literatura e inserção desse conhecimento no desenvolvimento do seu trabalho cientifico.

Ementa/tópicos abordados: introdução sobre genes e regulação transcricional, farmacologia dos receptores nucleares responsivos a hormônios esteroidais; mecanismo de ação de fatores de transcrição; ferramentas de integração e organização de dados de multiômicas para descobrir relações entre sinalização de receptores nucleares, genes e tecidos e relações com doenças humanas; modelos de experimentação animal, modelos alternativos para estudo dos temas da disciplina;

Obs.:

SISTEMAS DE NEUROTRANSMISSÃO

SISTEMAS DE NEUROTRANSMISSÃO
Responsável(eis): Prof. Fábio Cruz
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos
Frequência: anual
Período: 1° semestre

Justificativa do tema: O conhecimento dos sistemas de neurotransmissão é de fundamental importância para se entender os mecanismos de ação dos fármacos que atuam no sistema nervoso central, bem como as patologias que acometem o mesmo. Sendo, de grande relevância que os alunos da pós-graduação em farmacologia tenham esse conhecimento.

Ementa/tópicos abordados:

Aspectos Gerais:

•          Introdução a neuroanatomia

•          Aspectos gerais da neurotransmissão no sistema nervoso central

•          Interação entre neurotransmissores e receptores

•          Transdução do sinal

•          Plasticidades Sinápticas

Sistemas de neurotransmissão:

•          Neurotransmissores Aminoácidos.

•          Acetilcolina

•          Norepinefrina e epinefrina

•          Dopamina

•          Serotonina

•          Histamina

•          Peptídeos neuroativos

•          Endocanabinoides

•          NO

•          Purinas

•          Técnicas de análise de neurotransmissores

•          Prática I: dosagem tecidual de neurotransmissores

•          Prática II: Avaliação da ativação de vias intracelulares por Western Blotting

Obs.: Início 2019

TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO FARMACOLÓGICA CELULAR E MOLECULAR

TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO FARMACOLÓGICA CELULAR E MOLECULAR
Responsável(eis): Prof. Gustavo José da Silva Pereira
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos
Frequência: bienal, ano ímpar
Período: 2° semestre

Justificativa do tema: Necessidade de discutir princípios de técnicas para o estudo de sinalizações celulares mediadas pelos receptores em diversas áreas da Farmacologia.

Ementa/tópicos abordados:

Introduzir aspectos básicos e avançados em cultivo celular, Clonagem e desenho de oligonucleotídeos; PCR e PCR em tempo real; Sequenciamento de DNA de Sanger e de última geração; Métodos de tranfecção; Vetores virais e terapia gênica; RNA de interferência; Imunopreciptação; Western blotting; Proteômica, SDS-PAGE 2D e espectrometria de massas; Imunofluorescência; Microscopia de Fluorescência; Citometria de fluxo; Modelo de animais knockout; organismos transgênicos.

Obs.:

TÓPICOS AVANÇADOS EM FARMACOLOGIA BIOQUÍMICA E MOLECULAR

TÓPICOS AVANÇADOS EM FARMACOLOGIA BIOQUÍMICA E MOLECULAR
Responsável(eis): Profa Mirian Hayashi
Carga Horária/Créditos: 60h/4 créditos
Frequência: A confirmar
Período: fevereiro/março

Ementa/tópicos abordados:

O curso é composto por seminários mensais com apresentação e discussões de tópicos em farmacologia bioquímica e molecular, apresentados por pesquisadores internos e externos à UNIFESP.

Obs.:

PERSPECTIVAS NO TRATAMENTO DE DOENÇAS METABÓLICAS COM BASE EM MOLÉCULAS PEPTÍDICAS

PERSPECTIVAS NO TRATAMENTO DE DOENÇAS METABÓLICAS COM BASE EM MOLÉCULAS PEPTÍDICAS
Responsável(eis): Profa Patricia Reckziegel
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Ementa: Esta disciplina tem como temática principal o tratamento de doenças metabólicas baseado em moléculas peptídicas. Discutiremos a temática das doenças metabólicas, com enfoque na obesidade, e as atualizações sobre o tecido adiposo, uma vez que é sabido que humanos adultos apresentam tecido adiposo marrom capaz de aumentar o gasto energético para a geração de calor, além do tecido adiposo branco. Os mecanismos de ativação de tecido adiposo marrom e indução de browning (diferenciação de tecido adiposo branco em marrom) também serão estudados. Além disso, discutiremos o papel de diversas moléculas peptídicas no controle do metabolismo energético, e dos peptídeos intracelulares, moléculas que podem agir tanto no espaço intra quanto extra-celular e modular diversas funções celulares. A identificação de novas moléculas peptídicas através de estudos de peptidômica permitirá uma discussão acerca destes estudos no mundo das “ômicas”. Vários dogmas com relação ao tratamento farmacológico com moléculas peptídicas serão discutidos, de tal forma a avaliar como peptídeos podem representar novas formas de tratamento de doenças metabólicas. Modelos animais de doenças metabólicas, estímulo de termogênese, modelos celulares de adipócitos, técnica de espectrometria de massas e biologia molecular também serão discutidos, bem como importantes publicações científicas na área. 

Tópicos a serem abordados:

1. Doenças metabólicas. Doenças metabólicas; Obesidade; Tratamentos farmacológicos; Modelos animais de obesidade.

2. Atualizações em Tecido Adiposo. Tecido adiposo branco, marrom e bege; Vias de ativação de tecido adiposo marrom e browning; Modelos animais de termogênese independente de tremor muscular; Culturas celulares de adipócitos.

3. Peptídeos – quebrando dogmas. Peptídeos moduladores do metabolismo energético; Peptídeos intracelulares; O que há de novo nos possíveis tratamentos com peptídeos.

4. Peptidômica. Mundo das “ômicas”; Espectrometria de massas; Identificação de peptídeos intracelulares de amostras biológicas por peptidômica.

Obs.:

NEUROPSICOLOGIA DOS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

NEUROPSICOLOGIA DOS TRANSTORNOS DE ANSIEDADES
Responsável(eis): Profa. Milena Viana
Carga Horária/Créditos: 15h/1 crédito
Frequência: A confirmar
Período: A confirmar

Objetivos 

Geral: O objetivo do curso é discutir amplamente aspectos da classificação dos diferentes transtornos de ansiedade  (ansiedade generalizada, pânico, fobias, estresse pós-traumático e transtorno obssessivo-compulsivo).

Específico: Familiarizar o estudante com o conhecimento atual da bioquímica, farmacologia e neuroanatomia dos diferentes transtornos de ansiedade, bem como analisar criticamente aspectos metodológicos envolvidos nas diferentes abordagens do problema.

Conteúdo Programático

1. Ansiedade: história e classificação atual 

2. Técnicas de avaliação: Modelos animais 

3. Técnicas de avaliaçãoo: Modelos humanos

4. Eixo HPA e ansiedade 

5. Transtorno da ansiedade generalizada (TAG): sintomatologia, tratamento, neuroquímica, modelos para estudo. 

6. Transtornos fóbicos: sintomatologia, tratamento, neuroquímica, modelos para estudo. 

7. Transtorno do pânico: sintomatologia, tratamento, neuroquímica, modelos para estudo. 

8. Transtorno de estresse pós-traumático: sintomatologia, tratamento, neuroquímica, modelos para estudo. 

Bibliografia

Básica: Hetem LAB; Graeff FG. Ansiedade e transtornos de ansiedade. Ateneu, São Paulo, 2012.

Gentil V; Lotufo-Neto F. Pânico, Fobias e Obsessões. Edusp, São Paulo 1996.

Complementar:

American Psychiatric Association. DSM-V. 2013 

Organização Mundial da Saúde. Classificação Internacional das Doenças. CID-10. 

Graeff, F. G.; Brandão, M.L. Neurobiologia das Doenças Mentais. 5a. Edição. Lemos Editora. São Paulo, 1999.

Obs.:

BIOESTATÍSTICA EM NEUROCIÊNCIAS

Bioestatística em neurociências
Responsável(eis): Profa. Vanessa Abílio e Dr. Cássio Loss
Carga Horária/Créditos: 45h/3 créditos
Frequência: Anual
Período: Julho

OBJETIVOS:

Proporcionar ao aluno uma melhor compreensão da aplicabilidade da estatística nas Neurociências. Demonstrar ao aluno como utilizar ferramentas estatísticas para a elaboração do desenho experimental.

EMENTA: Espera-se que o aluno compreenda princípios básicos de estatística e sua aplicabilidade, assim como seja capaz de elaborar e discutir desenhos experimentais que sejam adequados para a sua hipótese de pesquisa. 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Princípios básicos em estatística;

Distribuição Normal, Distribuição Z, Distribuição t de Student;

Erro tipo I e tipo II, Cálculo do tamanho amostral;

Testes de hipótese para 1 amostra (One-sample t test e Wilcoxon signed-rank test);

Testes de hipótese para 2 amostras (Unpaired t test, Unpaired t test with Welch’s correction, Paired t test, Mann-Whitney test e Wilcoxon matched pairs signed rank test);

Testes de hipótese para 3 amostras ou mais (One-Way ANOVA, Two-Way ANOVA, Repeated Measures ANOVA, Kruskal-Wallis test);

Correlação linear simples;

Análise de Componentes Principais (PCA);

Utilização dos programas de estatística GPower, GraphPad Prisma e SPSS;

PÚBLICO ALVO: 

Alunos de pós-graduação matriculados no Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da UNIFESP. 

MÉTODO DE ENSINO:

Aulas teóricas interativas (online - através da Plataforma Zoom), com a participação dos alunos na resolução dos problemas apresentados em aula. Apresentação de seminários e discussões. Elaboração de desenhos experimentais.

 AVALIAÇÕES:

Apresentação e discussão de artigos científicos;

Elaboração de desenho experimental baseado no conteúdo discutido;

Participação nas discussões durante as aulas.

CRONOGRAMA:

Data Horário Tema Aula
12/06 13:30 as 16:30 Princípios básicos em estatística (medidas de tendência central e de variabilidade). Teórica interativa
16/06 13:30 as 16:30

Tipos de Variáveis;

Distribuição Normal;

Distribuição Z.

Teórica interativa
19/06 13:30 as 16:30

Distribuição Amostral das Médias;

Distribuição t de Student;

Teórica interativa
23/06 13:30 as 16:30

Distribuição F;

Tipos de erros;

Tamanho de Efeito;

Cálculo do tamanho amostral;

Teórica interativa
26/06 13:30 as 16:30 Testes de hipótese para 1 ou para 2 amostras Teórica interativa
30/06 13:30 as 16:30 Testes para amostras pareadas Teórica interativa
03/07 13:30 as 16:30 Testes de hipótese para 3 amostras ou mais Teórica interativa
07/07 13:30 as 16:30 Testes de hipótese para 3 amostras ou mais Teórica interativa
10/07 13:30 as 16:30 Testes de hipótese para 3 amostras ou mais Teórica interativa
14/07 13:30 as 16:30 Seminários Apresentação de seminários
17/07 13:30 as 16:30 Análise de Componentes Principais (PCA); Teórica interativa
21/07 13:30 as 16:30 Seminários Apresentação de seminários
24/07 13:30 as 16:30 Elaboração de Desenho Experimental Prática
28/07 13:30 as 16:30 Apresentação de Desenho Experimental Apresentação de seminários
31/07 13:30 as 16:30 Apresentação de Desenho Experimental Apresentação de seminários

 BIBLIOGRAFIA:

CALLEGARI-JACQUES, S.M. Bioestatística: Princípios e aplicações. Porto Alegre: Artmed, 2003.

MOTTA, V.T. Bioestatística. Educs, 2006. 

FESTING, M.F.W and ALTMAN, D.G. Guidelines for the Design and Statistical Analysis of Experiments Using Laboratory Animals. ILAR Journal, Volume 43, Number 4, 2002.

Obs.:

PROCESSOS ENVOLVIDOS DESENVOLVIMENTO DE FARMACOS E VACINAS

Processos Envolvidos Desenvolvimento de Fármacos e Vacinas: propriedade intelectual, reaproveitamento de fármaco e vacinas no contexto de uma Pandemia
Carga Horária/Créditos: 30h/2 créditos
Frequência: Anual
Período: Julho

Objetivos: O curso pretende proporcionar conhecimentos em Desenvolvimento de Fármacos e Vacinas, englobando diversos aspectos, desde as técnicas básicas necessárias em cada processo, até o depósito de patente e licenciamento exclusivo ou parcial, até exemplos práticos de aplicação destes conhecimentos em diferentes situações, com discussões voltadas inclusive ao cenário atípico atual de pandemia. Espera-se oferecer ao aluno conhecimento básico que permita a sua interação com profissionais multidisciplinares e a sua integração em grupos de pesquisa que possam contribuir na área de desenvolvimento de fármacos e/ou vacinas.

Ementa:

  • Introdução ao desenvolvimento de fármacos: da descoberta até o mercado
  • Patentes e propriedade intelectual
  • Bases teóricas e algumas tecnologias empregadas no desenvolvimento de fármacos: princípios de bioquímica, biologia molecular e imunologia
  • Utilização da edição genética para diagnóstico e tratamento de doenças (terapia gênica e tecnologia CRISPR-Cas9 entre outras)
  • Produção de anticorpos monoclonais e vacinas (incluindo biofármacos)
  • Ensaios pré-clínicos empregando modelos celulares e animais
  • Ensaios clínicos para novos ou o reuso de fármacos e vacinas
  • Discussões acerca do cenário global atual com participação ativa dos alunos que devem trazer questões e dúvidas para estas atividades

O curso inclui aulas teóricas e a participação ativa dos alunos, por meio de discussão dos temas de cada aula, leitura e análise crítica do material complementar e apresentação de respostas a questionários a serem entregues após cada aula teórica.

Avaliação: A avaliação dos alunos será baseada na frequência, participação nas discussões e realização das atividades propostas, empregando exclusivamente a plataforma Google Classroom.

Obs.:

CONCEITOS E FORMALISMOS EM ELETROFISIOLOGIA CELULAR

Conceitos e Formalismos em Eletrofisiologia Celular 
Responsável(eis): Prof. Dr. Eduardo Colombari
Colaborador:Prof. Dr. Wamberto Varanda, Professor Titular Aposentado do Departamento de Fisiologia, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – FMRP-USP
Carga Horária/Créditos: 75h/5 créditos
Frequência: Anual
Período: Julho

Objetivos: Este curso tem como objetivo central fornecer ao estudante os aspectos básicos do funcionamento da membrana celular, enquanto responsável por trocas de solutos e solvente entre os meios intra e extracelular e pela gênese da atividade elétrica celular. Além disso, serão estudados os processos de transdução do sinal elétrico em sinais químicos, caso da secreção de neurotransmissores. 2)Enfoque de Ensino: O enfoque do curso será nos aspectos biofísicos e bioquímicos da fisiologia celular, relacionados aos tópicos ao assunto. O curso tem muito mais um aspecto formativo que informativo. Espera-se que ao final do mesmo o(a) estudante sinta-se mais confortáveis na leitura de artigos relacionados ao tema. 3- Pré-requisitos: Os seguintes pontos deverão ter sido abordados em outras unidades: 1) Lipídios e sua estruturação numa bicamada. Tipos; cargas; fluidez; etc.. 2) Visão morfológica da membrana celular: “freeze fracture”: modelos, etc.. 3) Proteínas: estruturação; mudanças conformacionais, etc.. – PROGRAMA TEÓRICO Os tópicos listados abaixo têm o propósito de ressaltar ao estudante pontos essenciais que serão abordados durante o curso e que dele serão exigidos. Não têm pretensão de esgotar o assunto em pauta. 1- Introdução ao curso: estruturação; justificação; histórico 2- Difusão de substâncias em meio homogêneo 2.1. A água como solvente biológico: origens da polaridade 2.2. Íons em solução: água de hidratação 2.3. Movimentação de partículas em solução: movimento browniano; distância média de difusão (drms) 2.4. Difusão: coeficiente de difusão. 2.5. Equilíbrio e estado estacionário. 2.6. Potencial químico e eletroquímico. 3- Fluxos através de membranas 3.1. Conceito de fluxo: unidirecional e resultante 3.2. Coeficiente de partição 3.3. Difusão: Lei de Fick, Permeabilidade 3.5. Vias de permeação através de Membranas Biológicas: Canais, Carregadores e Bombas 3.6. Canais iônicos 3.7. Patologias associadas a canais iônicos 4- Transporte de água 4.1 Permeabilidade da membrana à água: aquaporinas 4.2. Osmose e pressão osmótica 4.3. Osmolaridade 4.4. Coeficiente de reflexão 4.5. Equilíbrio de Donnan 5 -Ions e Potencial de Membrana 5.1. Todas as células apresentem uma diferença de potencial elétrico através da membrana: constatação do fato 5.2 Conceitos básicos de eletricidade: potencial, corrente, capacitância. 5.3 O modelo elétrico da célula: ions em solução carregam corrente. 5.3.1 Definição de despolarização e hiperpolarização da membrana: correntes de entrada e de saída 5.4 Lei de Ohm: definição de corrente elétrica, potencial elétrico e condutância (resistência). Gráfico IxV. 5.5 Gradientes iônicos e diferença de potencial elétrico: geração do potencial de equilíbrio eletroquímico - Eletroneutralidade de soluções iônicas: 5.6 Equilíbrio eletroquímico de um íon individual: A equação de Nernst. 5.7 Conceito de Força eletromotriz gerando corrente iônica 5.7.1 Potencial de reversão da corrente: polaridade da corrente 5.8 O potencial de repouso e o fluxo de íons através da membrana 5.8.1 A equação de condutância de corda. 5.8.2 A equação de Goldman, Hodgkin e Katz: relação entre as permeabilidades iônicas 5.9 Alterando o potencial da membrana 5.9.1 Alterando a condutância específica dos íons 5.9.2 A importância da manutenção dos gradientes iônicos 6. Propriedades Elétricas Passivas da Membrana Celular 6.1. Condutância e capacitância da membrana 6.2.O axônio como cabo – propriedades dependentes de tempo e espaço. 6.3. Transmissão passiva da informação elétrica. 7. Bases Iônicas do Potencial de Ação 7.1. Potenciais extracelulares: registro superficial do nervo 7.2. Potencial de ação numa célula – medida intracelular 7.3. Excitabilidade dependente de voltagem 7.4. Limiar de disparo tudo ou nada. 7.5. Períodos refratários 7.6. Correntes iônicas envolvidas no potencial de ação – dissecção farmacológica 7.7. Condutâncias dependentes de voltagem- a técnica de “voltage clamp”. 7.8. Canais iônicos dependentes de voltagem – ativação e inativação 7.9. Condução do impulso nervoso – axônios mielinizados e amielínicos. 8. Canais iônicos e receptores. 8.1 Estrutura molecular dos canais iônicos. 8.2 Seletividade iônica: filtros de seletividade. 8.3 Modelos cinéticos do funcionamento dos canais iônicos. 8.4 Ativação de canais iônicos (gating): sensibilidade a potencial, ligantes e tensão. 8.5 Fechamento, inativação e dessensibilização dos canais e receptores. 8.6 Algumas Patologias relacionadas a canais iônicos. 9 Comunicação entre Células 9.1. Definição de sinapse: lados pré- e pós-sináptico. 9.2. Terminais sinápticos: botão sináptico; sinapse em fita; junção neuromuscular 9.3 Neurotransmissores 9.4. Vesículas sinápticas 10.4.1- Proteínas relacionadas a exocitose 10.4.2-Mecanismos de exocitose vesicular; toxinas que afetam a exocitose 10.4.3-Endocitose e reciclagem das vesículas 10.4.3-Pools vesiculares 9.5. Potenciais e correntes pós-sinápticas excitatórias e inibitórias: bases iônicas 9.6. Somação e integração sináptica 9.7. Interação entre sinapses: Circuitos neurais locais. 9.8. Plasticidade sináptica à curto prazo: depressão e facilitação. 9.9. Plasticidade sináptica à longo prazo: potenciação a longo prazo 9.10. Sinapses elétricas: conexinas 10 - Bibliografia Básica Os livros aqui citados possuem capítulos de interesse para essa parte do curso - Fisiologia –ed. Mello Aires, M. - 5 a edição – Guanabara Koogan – 2018 – Livro de autores nacionais. Contém um detalhamento biofísico maior do conteúdo do curso. - Princípios de Neurociências – E. Kandel; JH Schwartz; TM Jessell; AS Siegelbaum; AJ Hudspeth – 5ª Edição – AMGH editora LTDA – 2014 – Livro de neurociência que aborda parte do conteúdo da disciplina, com um enfoque em neurofisiologia. Livro muito interessante - The Physiology of Excitable Cells – Ed. David J. Adley – 4 edição 1998 – Embora antigo, aborda vários temas relacionados a eletrofisiologia de modo didático. Em Inglês -Cell Physiology Sourcebook – ed. Esperelakis – 4th edition. Academic Press – 2012. Livro completo sobre Fisiologia Celular. 11 - Site que contém material relacionado ao curso: - http://nerve.bsd.uchicago.edu/ - vários simuladores de difusão, canais iônicos, bioeletrogênese e excitabilidade 12 – Algumas constantes e definições que poderão ser utilizadas para resolução de problemas: - constante dos gases (R) – 8,31 j.oK-1 .mole-1 - Número de Avogadro (N) – 6,02 x 1023 particulas por mol. - Constante de Faraday (F) – 96500 coulomb/equivalente F = N A . Carga do Elétron - Carga do Elétron = 1,60217662 × 10 -19 Coulombs - Mol de espécie química (molécula ou elemento químico) É a massa que contém NA (6,02.1023) moléculas ou átomos Concentração molar = mol/l, M Concentração molal = mol/kg H2O - Eq-g de um íon = massa do íon que contém N A de carga - Concentração 1 normal (N) = 1 Eq-g/l - Osmolar = osmol/l - Osmolal = osm/kg.H 2 O 13 – Avaliação Os(as) estudantes serão avaliados de modo escrito, a ser entregue via digital em arquivo pdf. Cada estudante poderá escolher o modo que será avaliado, dentro dessas duas possibilidades: 1) Desenvolver um projeto no programa Axovacs abordando um assunto que mais lhe convenha, dentro do dentro do programa. O respectivo relatório deverá conter uma introdução, o objetivo do projeto, métodos, resultados em forma de tabelas, gráficos, e imagens e discussão. Como você verá no programa, é possível fazer-se uma experiência e salvar os dados numéricos no seu computador para análise em planilhas que mais lhe convenham. 2) Resolver alguns problemas, que lhe serão propostos numa lista, justificando cada ponto a ser abordado de modo extensivo. Incluem-se aqui, gráficos, equações e digressão teórica compatível. Não valem respostas do tipo sim ou não. Obs.: a) cada aluno deverá optar por uma das modalidades e comunicar os Professores sobre sua preferência; b) a prova (em qualquer das modalidades) poderá ser feita com consulta a livros ou outras fontes, a serem citadas ao fim do texto da prova, assim como a colegas do curso. Obviamente é vedada a consulta a colegas não participantes, docentes e outros estranhos ao curso. A correção será feita considerando-se todos os aspectos acima.

Obs.:

CURSO DE FÉRIAS

CURSO DE FÉRIAS
Responsável(eis): Coordenação do PPG em Farmacologia
Colaboradores: Estudantes de Pós-Graduação
Carga Horária/Créditos: 45h/3 créditos
Frequência: Anual
Período: Julho

Ementa/tópicos abordados:

O curso de férias é oferecido anualmente no mês de Julho pelos pós-graduandos do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia com o apoio da CEPG com o objetivo de fornecer noções básicas de farmacologia para alunos que cursaram ou estejam cursando as disciplinas de farmacologia e fisiologia na graduação. Além disso, apresenta algumas linhas de pesquisa desenvolvidas dentro do programa de Pós-Graduação em Farmacologia da UNIFESP, visando despertar o interesse pela pesquisa científica.

Obs.:

 


© 2013 a 2021 - Universidade Federal de São Paulo - Unifesp
Instituto de Farmacologia e Biologia Molecular - Rua Três de Maio, 100 - Vila Clementino, São Paulo - SP - ppg.farmacologia@unifesp.br